Mudança de nome de colônias agrícolas foi pauta de audiência pública



A Câmara Legislativa do Distrito Federal promoveu, remotamente, na noite desta quinta-feira (23), uma reunião pública para discutir a mudança do nome de três colônias agrícolas próximas ao Guará, a fim de criar um único setor habitacional. A discussão, proposta pelo deputado Delmasso (Republicanos), é um reivindicação antiga dos moradores, que relatam haver problemas no endereçamento das áreas.

Se aprovado, o projeto de lei nº 925/20 estabelece que as Colônias Agrícolas IAPI, Colônia Agrícola Águas Claras e a Colônia Agrícola Bernardo Sayão passarão a ser chamadas de Setor Residencial Guará Park. Os moradores locais demandam a mudança, pois, além da divisão entre as regiões não ser totalmente delimitada, já existe o Setor de Indústrias Bernardo Sayão, no Núcleo Bandeirante, o que gera confusão em visitantes, funcionários de órgãos como os Correios e, até mesmo, moradores.

O nome Guará Park foi escolhido pelo fato da área estar localizada entre o Guará e o Park Way. Atualmente, a região não é regularizada e, quando perguntado sobre notícias a respeito do processo de regularização, Delmasso afirmou que irá apresentar respostas sobre as demandas e esclarecer outras dúvidas em uma reunião entre os moradores, a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (CAESB) e a Companhia Energética de Brasília (CEB), marcada para o fim deste mês. O parlamentar também frisou que a alteração do nome não resultaria em mudança no Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT).

Delmasso lembrou aos participantes que a discussão presente era a única necessária para dar seguimento ao projeto e que, após essa reunião, a proposição ainda irá tramitar na Comissão de Assuntos Sociais e na Comissão de Constituição e Justiça antes de ser votada em Plenário.