Estudantes matriculados nas três séries do Ensino Médio da rede estadual de educação recebem cartão do programa Bolsa Estudo


Foto: Renan Santos.

O Governo de Goiás investe, neste mês, R$ 25,1 milhões, no programa Bolsa Estudo, da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Por meio da iniciativa, o Estado transfere R$ 100 mensalmente a todos os estudantes do Ensino Médio da rede pública estadual. Ao todo, 251 mil jovens são beneficiados com o recurso, que tem o objetivo de incentivar a aprendizagem, combater a evasão escolar e os efeitos econômicos da pandemia da Covid-19.

Lançado em 2021, o programa teve o acréscimo de 33 mil estudantes no início do ano letivo de 2022. A primeira parcela da Bolsa Estudo, referente ao mês de fevereiro, será depositada até o dia 15 de março para todos os alunos que cumpriram os critérios do programa.

Para receber a Bolsa Estudo, o estudante precisa ter uma frequência mínima mensal de 75% e aprovação bimestral em todas as disciplinas, com média igual ou superior a seis. Como o primeiro bimestre de 2022 ainda não foi concluído, a conferência de dados neste mês será exclusivamente da frequência escolar.

De acordo com a superintendente de Organização e Atendimento Educacional da Seduc, Patrícia Coutinho, o programa deve auxiliar financeiramente as famílias enquanto incentiva a frequência e o bom rendimento escolar. "O trabalho e a vulnerabilidade social pesam na participação e frequência do estudante. São muitos os estudantes da 3ª série do Ensino Médio, principalmente, que deixaram de frequentar as escolas para auxiliarem suas famílias financeiramente".

A estudante Taissa da Silva, do Colégio Estadual do Sol, em Rio Verde, contou como o programa mudou sua relação com a escola: "A Bolsa Estudo ajuda muito em nossas despesas do dia a dia e, além disso, nos incentiva na frequência e a estudar para tirar notas cada vez mais altas".

Sobre o programa

O programa Bolsa Estudo foi criado pela Lei 21.162 e consiste em uma política pública de caráter educacional e assistencial, vinculado ao programa Busca Ativa: Acolher para Permanecer. Em 2021, o Governo de Goiás investiu R$ 21,8 milhões no programa Bolsa Estudo e atendeu 218 mil estudantes matriculados nas escolas estaduais.

Em 2022, são beneficiados 251 mil estudantes, com investimento anual de R$ 251 milhões. Já em 2023, a previsão orçamentária é de R$ 298 milhões. Todos os recursos são provenientes do Fundo de Proteção Social do Estado de Goiás (Protege).

Conheça o portal FOCO NACIONAL: foconacional.com.br